Segunda-feira, 1 de Novembro de 2004

A minha namorada - sonho

Beija-me - disseste-me tu


Como posso beijar-te se estou transformado numa casca de banana!


Como? Se ainda te vi bem esta semana.


Não leste a Metamorfose? Foi assim da noite para o dia.


Mas ele não se transformou num insecto ou noutra qualquer porcaria?


Porque é que estamos a rimar?


Porque é o que está a dar.


Acordei banhado em suor e tremia de frio, não sei se foi do pesadelo ou vou ter de falar com o meu vizinho para ele arranjar a canalização de uma vez por todas. A solidão está a dar cabo de mim e o facto de não ter namorada não ajuda, sou uma pessoa carente com necessidades várias e que só podem ser preenchidas por uma linda e bela namorada ou por um aspirador portátil, apesar de já me ter apaixonado várias vezes desde a última vez, principalmente pela rapariga da Caixa Geral de Depósitos que fez a minha espera de ser atendido depois de 6.35h valer a pena. Criatura encantadora, lindíssima, um mau feitio aterrador, mas por mim era só fachada apesar de me ter fora do Banco pelos seguranças. Linda.


Resolvi retomar a minha terapia e fui ter com a minha psicóloga que eu esperava que desta vez me pudesse ajudar já que certamente teria muito mais experiência desde a última vez que a consultei.


- Olá Boa Tarde Drª.


- Olá, então voltaste de novo, espero que não tenhas nenhum problema, pois não sou assim grande ajuda.


- Não… apeteceu-me falar com alguém.


- É bom desabafar, tirar as coisas do peito assim a modos como fazer um transplante de uma artéria coronária, estás a ver?


- Não… acho que não.


- Deixa… não faz mal, senta-te aí.


- Aqui?


- Não, esse é o meu sofá Corbusier acabadinho de comprar, não gosto que se sentem nele… às vezes passo horas a olhá-lo, sempre quis ter um.


- Sento-me onde?


- Hum, senta-te no meu colinho… estou a brincar, senta-te no chão mesmo.


- Estou a ver que tem um consultório muito bonito.


- Está bastante engraçado, fui eu que escolhi tudo, até o esqueleto que roubei de um seminário na faculdade de medicina fica muito bem ao pé da urna.


- Sim, acho que num consultório de psicologia não podia ficar melhor.


- Mas afinal o que te trás por cá.


- Tive um sonho…


- Considera-te curado, todas as pessoas por incrível que pareça o têm todas as noites.


- Mas tive um sonho estranho. Sonhei que era uma casca de banana…


- Hum, isso é muito interessante, conta-me mais.


- É só isso…


- Vens-me incomodar apenas porque sonhaste que eras uma casca de banana? Uma vez sonhei que era um croquete e vê lá se não estou bem.


- Eu gostava de saber se o facto de ter sonhado em ser uma casca de banana tinha algum significado especial… é que foi bastante estranho. Não tinha bracinhos, nem pernas e não houve ninguém que tivesse a decência de me por num caixote do lixo… davam-me só pontapés.


- Isso é extremamente interessante, mas achas que os cortinados combinam com os tapetes? Por vezes fico a olhar e não tenho tanta certeza assim.


- Acho que não devia abusar na compra por catálogos…


- Estás por acaso a insinuar que está feio.


- Não... um bocadinho piroso…mas e o meu sonho?


- Achas que quero saber da porcaria do teu sonho quando os meus cortinados e os tapetes não combinam na perfeição.


- Agora bem vistas as coisas até acho que se experimentasse pôr os cortinados dentro do consultório ficaria bem melhor… mas estávamos a falar do meu sonho.


- Sim…sei…pois…o teu sonho. Bem… tu sabes que a banana representa o símbolo de culto fálico ou fecundidade sexual… acho que não devia ter posto a minha cadeira de verga, não fica nada bem com os quadros, apesar de achar que o estilo rústico pode combinar na perfeição com o moderno.


- É verdade. E em termos concretos o que isso quer dizer, além do óbvio.


- Boa pergunta. Respondo-te com outra. Se tivesses de escolher por qual o farias, pelo vermelho ou pelo amarelo?


- Estou a ver onde quer chegar. O amarelo da banana apesar de ser uma cor meio morta, é a cor do Sol que me faz ultrapassar situações difíceis e activar o intelecto, mas de qualquer modo sinto-me mais vermelho que é a cor do fogo e da paixão.


- Hum… estou a ver… terei de comprar almofadas violeta.


- ?

publicado por gifted_children às 21:15
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 8 de Novembro de 2004 às 12:04
Divertidíssimo!Escreve mais!....Please!...Please!...jksBlack
</a>
(mailto:bela_black@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Novembro de 2004 às 12:25
Já passei por cá muitas vezes mas, acho eu, que nunca deixei comentário...fico geralmente sem palavras depois de ler os teus posts lol:)!Mas este teu texto fez-me lembrar um sonho que tive uma noite: Eu era a Lara Croft.Bem não tem directamente a ver com uma banana mas se pensarmos bem...não? :)))!Beijinho e parabéns pela imaginação elisa
(http://silenciofala.blogspot.com)
(mailto:elisaantunes@iol.pt)


De Anónimo a 3 de Novembro de 2004 às 15:48
LOL :)
Curti como curti os outros todos :)
TA FIXI :pPatricia
(http://chamomepatricia.blogs.sapo.pt)
(mailto:noratlas@hotmail.com)


De Anónimo a 2 de Novembro de 2004 às 18:39
Nao sera esse sonho de seres uma banana uma revelaçao da tua verdadeira preferencia sexual?!?! Pensa nisso!!!
rafapaim
</a>
(mailto:filosofiabarata@sapo.pt)


Comentar post