Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2004

A minha namorada - 1ª hist.

Não, não posso dizer que acredito em tudo o que dizes. Essa tua maneira parva de dizeres certas coisas combina bem com esse olhos gigantemente minúsculos que se vêm por detrás dessas lentes. Logo agora que já existem lentes para se porem dentro dos olhos, mas és demasiado estúpida para veres isso, isso ou outra coisa, pois essa miopia põe-me doido, mas tens de compreender que para mim é pior, és minha namorada.


Ainda não compreendi muito bem porque ando contigo, não és propriamente inteligente, nem perto nem de longe és bonita, as tuas conversas aborrecem-me de morte e a tua presença por vezes causam-me vómitos que tento disfarçar engolindo duas cebolas.


Por vezes tenho medo de perder a cabeça e bater-te, não a ti, mas aquilo que representas. Porra, sempre quis uma gaja boa, como a dos meus amigos, ou até muito melhor, que ficasse bem dentro do meu automóvel, e que não tivesse vergonha de andar de mão dada em locais públicos. E essa mania de me agarrares e forçares a dizer o quanto gosto de ti, esse cheiro a pastilha elástica, faz com que só a muito custo consiga controlar o impulso de te mandar para o tanque das piranhas no Oceanário.


Porque é que pensas que passo a vida no Blockbuster à procura de filmes que durem mais tempo que a 3ª parte do Senhor dos Anéis e a minha obsessão de ver jogos de futebol onde participem o Alverca ou o Paços de Ferreira. Pensa, mulher, nunca achaste isso estranho?.


Nem o facto de não conheceres os meus amigos te faz questionar nada na nossa relação. Isto para não falar das vezes em que temos de fazer sexo, sim sexo, e sou sempre eu que tenho afrontamentos na parte posterior da nuca, em que tu carinhosamente vais preparar um Aspegic e me pões panos molhados na cabeça.


Sabes que me masturbo sempre que sei que vamos estar juntos para nem sequer ter o mínimo de vontade de ter de te ver despida. E sim, pergunto-me dezenas de vezes o que faço contigo…porra que nem sequer és rica.


Porque é que quando ando na rua e olho para todas as mulheres, tu fazes-me um sorriso condescendente, como se fosse normal eu desejar até a mulher da limpeza das escadas que anda sempre desajeitadamente escada acima a cheirar a lexívia.


E essa mania horrível de estares sempre a dizer que me amas e a escrever poemas parvamente infantis nos meus livros e a fotografia que me ofereceste no dia dos namorados com uma moldura da loja dos 300 que me obrigaste a pôr na mesa de cabeceira e que todas as noites antes de dormir tenho de a deitar para poder dormir sem ter sonos perturbadores.


E que merda, pára com os SMS´s quando me vou deitar, pois obrigas-me a responder, sabes como sou lento a o fazer e acabo sempre por perder o sono para dizer “Sinto exactamente o mesmo”.


Credo, o que um homem se sujeita para não estar só…

publicado por gifted_children às 22:54
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Anónimo a 9 de Novembro de 2004 às 15:02
Simplesmente adorei... Do maior sarcasmo que já vi. Nem consigo entender se é tudo verdade ou não, talvez não consigas arranjar mais ninguém, porque só por esse motivo é que estarias com alguém assim.E todo o homem adora sexo...
Parabéns.Nina
</a>
(mailto:nina_utad@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Agosto de 2004 às 02:27
Parece q venho um pouco atrasada... Li agora os teus textos e achei-os fabulosos!!! Por favor continua com essa imaginação! (mm q baseado no real é preciso ter imaginação e talento para descrever as coisas assim...). Já pensaste em editá-los? Bjinhoxana
</a>
(mailto:anihcm@yahoo.com)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 01:26
ROTLOLMAO!!!!...pah, tenho pena...mas continua a escrever pq tá mt bom!!!!n0th
</a>
(mailto:odznmp@nfoxon.com)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 00:51
Em primeiro lugar está muito bem escrito o texo..parece realmente algo saido do fundo de uma alma..algo cansada e desgastada... ou então é mm alguem com uma criatividade e imaginação incrivel.. se fôr o caso..continua a distrair-nos.. se não.. O melhor a fazer, já que pelos vistos a tua pseudorelação nada tem daquilo que se espera que exista..mostra este texto á tua namorada..penso q ela se encarregará de resolver a situação..se não o fizer é mesmo grave.. nesse caso.. grita por socorro.. :) Bjinhos e boa sorte.. vais precisar...dolphin
</a>
(mailto:dolphin1980@sapo.pt)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 00:22
no teu lugar pedia a mão direita em casamento...dedica-te mas é à masturbação!!!!!
</a>
(mailto:conselho@de.amigo)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 00:18
Eu também perguntaria que raio anda a tua namorada a fazer contigo :P Belo texto! Luís
(http://ficcoes.blogs.sapo.pt)
(mailto:korl3on3@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 00:06
Não consegui deixar de comentar este post! Está de facto muito engraçado se for a brincar, e muito cruel se for verdadeiro! Se tens que te sujeitar a tanta mas tanta coisa como referes no artigo simplesmente para não estar só, apenas te posso dizer que ainda és menos inteligente que a tua namorada... porque não fazes um favor a ti e a tua namorada e acabas?acrssa
(http://cumplicidades.blogs.sapo.pt/)
(mailto:anasantos_@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 00:04
Não me ria assim à tanto tempo.
è fodido ter uma namorada assim...
Quero ver muito mais!joana
</a>
(mailto:joanalcantara@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 23:36
Não pude deixar de rir às gargalhadas enquanto li o teu artigo. Não sei se te devo pedir desculpa de ter rido, por que também não sei se o que contas será verdade ou não!?
(Volto a rir outra vez)
Mas digo-te uma coisa, se realmente é verdade, e se eu fosse namorada de alguém que escrevesse isto, manahã concerteza eras um ser humano em risco de ser lesado!!!Malu
(http://tintaspermanentes.blogs.sapo.pt/)
(mailto:noquinhas79@mail.pt)


De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 23:31
Dá Deus nozes a quem não tem dentes ;)eheh
João
(http://turbilhao.blogs.sapo.pt)
(mailto:blinkin@mail.pt)


Comentar post