Domingo, 15 de Fevereiro de 2004

A minha namorada - uma pausa

Minha querida namorada, deixa-me dizer-te que ontem foi um dia maravilhoso e que se repita por muitos e muitos anos e que possamos sempre compartilhar o nosso amor deste maneira. (ficaste doente e não pudemos sair). Mas antes deixa-me só dizer-te umas coisas a ti minha querida sobre um amigo que me escreveu um comentário antes de ontem. Fiquei a pensar como é que alguém que não me conhecia e com tantos milhares de coisas para ler foi ler aquilo que eu te escrevo, e assim fiz, lá lhe fiz o favor. Fui falar com ele.


- Olha lá meu amigo, porque é que me chamas nomes, com tanta coisa para fazer aqui, não devíamos ser todos amigos e as criticas serem pelo menos bem educadas, hum?!.


Notei-lhe uma certa tristeza enquanto me dizia


- Bem… sabes é que eu sou um pouco reprimido e que a conselho da minha irmã de 12 anos já ando em tratamento…mas sabes… demora tempo. Tenho esta necessidade de ser contra tudo. Assim acho que sou diferente, ya, tasse tás a ver?!


- Eu sei, compreendo até e até tenho uma certa simpatia por ti, mas de facto é que não basta dizer mal, tens de ser construtivo, ter um espírito aberto e deixar esses recalcamentos.


- É que sabes… sou um daqueles estudantes que entraram para a faculdade para um curso que não queriam… eu queria mesmo era ser Engenheiro de Minas, mas só consegui ir para Antropologia que a faculdade é mais perto de casa e a minha mãe não me deixava ir para mais longe, assim como já conheço dois ou três autores que ninguém conhece, posso mostrar a todos o quanto sou inteligente, e dou este ar que todos os outros são uns estúpidos que andam aqui e só eu é que sei. No fundo é uma defesa para as minhas inseguranças.


- Sim, sim, olha o que tens a fazer é tentar ultrapassar essa fase pré-puberdade e passar para a frente, falar mal dos outros, seja de quem for não é bonito.


Neste momento pensei que as lágrimas lhe fossem vir aos olhos.


- É que há pior.


-Pior??!


- Sim. É que sabes… nunca tive sexo, quer dizer, tive, mas comigo não conta??!!. É que nunca fui aquele protótipo que as raparigas gostam. Não sou muito espirituoso, bonito muito menos, solto umas flatulências nas altura e lugares mais inapropriados e a rir pareço uma hiena. Bem, isto no fundo para dizer que sou virgem.


- Oh, homem, se tivesses dito isso ao princípio não precisavas de dizer mais nada.


 Agora sim, já chorava convulsivamente.


- Mas ainda há pior.


- Começas a assustar-me e começo a ter uma genuína pena de ti.


- É que já tentei ir às meninas…


- E???


- Juntei a mesada que a minha mamã me dá e juntei ainda os trocos que ela me dá para o lanche e lá fui. Obviamente que por 30 euros não poderia esperar muito. Mas depois de muito ver os classificados lá escolhi uma. Bem, para quem nunca tinha visto uma mulher nua até que não me pareceu mal de todo, apesar de ter tido a impressão que os seios deviam estar no peito e não barriga. Sempre tenho visto uns filmes, hehehehehe.


- E então?!, questionei eu o pobre estudante universitário que continua preocupado com as propinas.


- Ela queria, eu juro que queria, já tinha pago e tudo e eu estava cama. Ao fim da horita veste-se e vai-se embora. Claro que indaguei, só uma hora?, Não devia ser mais tempo?. Ao que ela começou a filosofar sobre a vida de prostituta, que tinha filhos para sustentar etc, que já tinha estado com muito esforço com homens mais desagradáveis que eu, mas pelo menos conseguiam levantá-lo. E que não podia ficar ali eternamente à espera que a coisa subisse.


- Meu amigo, partilho a tua dor. Mas agora faz um favor a ti próprio. Escreve uma coisa bonita. Uma historiazinha sem muitos erros, ok?, Vais-te sentir melhor e não te preocupes que tenho a certeza que ninguém liga ao que escreves, está bem. Vá, vai lá dar um beijinho à mamã e à mana e pedir desculpa a todas as pessoas para quem foste mal educado.


- Está bem. Eu vou.

publicado por gifted_children às 13:42
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 22 de Setembro de 2004 às 23:02
Todos deviam ter um ombro amigo assim tão genuino. Muito bom! Xelito
(http://diamarelo.blogs.sapo.pt)
(mailto:alexcotov@iol.pt)


De Anónimo a 15 de Fevereiro de 2004 às 21:51
Realmente o teu Blog é uma inspiração à boa disposição.
É raro o dia em que não te visisto e em que saio deste espaço com um sorriso malicioso nos lábios
Fantástico!!
Parabéns Malu
(http://www.tintaspermanentes.blogs.sapo.pt)
(mailto:noquinhas79@mail.pt)


De Anónimo a 15 de Fevereiro de 2004 às 16:32
As melhoras da tua namorada! lolFormiguinha
(http://formiguinha.blogs.sapo.pt/)
(mailto:blog_formiguinha@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Olá Joana

. Hummmmmmmmmmmmmmm

. A minha namorada - 4º cap...

. Bom Ano

. Meus Amigos e Minhas Amig...

. A minha namorada - 3º cap...

. INTERVALO

. A minha namorada - 2º Cap...

. A minha namorada - histór...

. A minha namorada - pazes

.arquivos

. Abril 2010

. Setembro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds