Quarta-feira, 27 de Julho de 2005

A minha namorada - 2º Capítulo

(continuação)


“Por momentos fingi ignorar todo este estranho acontecimento que acabara de presenciar. Guardei a mala ao lado da cadeira indeciso entre o que fazer. A minha curiosidade em remexer na mala e a educação de não tocar naquilo que não me pertence dominou os meus pensamentos durante breves segundos. O tempo de outra personagem feminina vir directamente ter comigo. Vinha com um ar muito mais casual o que se percebia pelos jeans Calvin klein e pelos óculos de sol Alexander McQueen que lhe seguravam o cabelo.


Aproximou-se de mim e perguntou-me num tom seco.


- A Samanta esteve aqui?


Então Samanta era o nome dela. Um nome um pouco fora do comum. Porque razão viria ter comigo quando havia mais gente na sala?


- Sim, esteve aqui uma pessoa… mas foi mais depressa que uma encomenda expedida pela FedEx.


- Deixou alguma coisa para mim?


Estranhei a pergunta. Reparei que lhe caía uma pequena gota de suor no pendente Bvlgari de ouro e prata que lhe enfeitava o colo. Notava-se que estava bastante agitada mas mantive-me calmo enquanto ajeitava a gravata Hermés que já me começava a apertar o pescoço. Apesar de tentar parecer calmo tudo aquilo já estava a mexer com o meu sistema nervoso. Já tudo me parecia tão apertado que consegui arrancar o meu botão de punho S. T. Dupont com a pressa de arregaçar as mangas. Ela continuava estática à espera de respostas que eu não lhe podia ou não queria dar.


- Não te queres sentar e beber uma Harrogate Spa, vais sentir-te mais calma, respira um pouco.


- Não tenho tempo. Tenho de a encontrar, tenho medo que aconteça alguma coisa.


- O que é que pode acontecer com… como disseste que se chamava?


- Samanta.


- Isso… o que lhe pode acontecer de tão terrível?


- Não irias perceber. Tal como não percebes a diferença entre Manet e Monet.


- ?... Têm uma letra diferente no nome!!!


- Eu sabia, é melhor procurá-la sozinha.


- Deixa-me ajudar-te… a verdade é que estou meio aborrecido.


- Então anda depressa.


Saímos depressa em direcção ao Aston Martin V12 Vanquish S e arrancou tão depressa que os Yokohama AVS Sport guincharam e produziram o cheiro a borracha queimada que me agoniou. Conduzia que nem uma louca pelas ruas de Lisboa a uma velocidade vertiginosa. Segurou-me na mão e não deixei de reparar no anel de diamantes de corte Lucida da Tiffany & Co com design de Elsa Peretti o que me impressionou bastante já que não era de todo comum ver uma pessoa com uma jóia tão preciosa quanto aquela.


- Sabes… afinal esta coisas de aventuras não é bem o meu estilo, até sou daqueles que acham que em vez de o Alien vs Predator deveriam ter feito o Kit vs Herbie, era bem menos medonho.


- Agora é tarde demais, já estás metido nisto, e agora vais até ao fim.


- Estou metido no quê? Se ao menos me explicasses. É que não sou nada do tipo daquele herói do Lusomundo Action. Não sei artes marciais e tenho medo de galinhas, só para veres como sou cobarde.


- Se ao menos eu tivesse encontrado a mala… acho que tudo se resolveria.


A mala?! Esqueci-me completamente da mala quando saímos à pressa. Que segredos estavam guardados na mala?


(continua)

publicado por gifted_children às 14:55
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 2 de Agosto de 2005 às 10:56
Quanta sofisticação!!!!Estou pasma...e cheia de curiosidade quanto ao destino de Samantha!Terá ela partido uma das suas unhas de gel...Brrrr, nem quero imaginar a desgraça:)!elisa
(http://silenciofala.blogspot.com)
(mailto:elisaantunes@iol.pt)


De Anónimo a 1 de Agosto de 2005 às 23:36
Grande "suspense"! Hei-de vir ver o resto da trama. Boa sorte.paraquedista
(http://www.paraquedista.blogs.sapo.pt)
(mailto:fsilva@sapo.pt)


De Anónimo a 28 de Julho de 2005 às 13:19
Estou curiosa p saber o resto...Black
</a>
(mailto:bela_black@hotmail.com)


Comentar post