Segunda-feira, 15 de Março de 2004

A minha namorada - Domingo

Amor, este Domingo foi maravilhoso, o sol iluminava todos os espaços e sítios, menos obviamente os lugares por onde passavas. É mesmo diferente quando os dias estão assim tão bonitos. Acabam-se as tristezas trazidas pelo cinzento e apetece passear pelas ruas e parques e entrar em qualquer agência do Millennium BCP.


Foi dos melhores dias que passámos juntos, é nestas alturas que vejo o quanto te amo e como devem ser infelizes aqueles que não têm com quem partilhar tamanha felicidade. Sim, reconheço agora que não consigo viver sem ti, e que a minha vida perde significado quando não estou contigo, apenas ganho mais espaço para me mexer mais à vontade.


De resto que pode ser melhor do que partilharmos o mesmo gelado sentados numa esplanada na Costa da Caparica (só tens de parar com essa mania de ser 5 colheres para ti e meia para mim).


Correr pela areia salpicando-nos mutuamente foi um momento único de felicidade e nem aquelas observações que criancinhas parvas que atrás de nós iam fazendo, “olha, olha, descobri pegadas de dinossauro”, fizeram esmorecer o nosso contentamento.


Como não tenho muito jeito com palavras não consigo transcrever a beleza do teu rosto quando o sol se punha lá longe por cima do oceano, e seria mais fácil se te tivesses desviado para ao menos poder vê-lo.


Há momentos assim, adorei o jeito com que me agarraste as mãos e as enrolaste no teu dedo anelar e me pediste em casamento. Foi tão bonito. Duas almas unidas num único e só objectivo, a felicidade suprema. O facto de estar a um passo da arriba fóssil não tem nada a ver com o ter aceite o teu pedido.


Sinto que algo em mim cresce todos os dias (e não são só os pêlos nas orelhas). Chegou a altura de admitir que de facto não podemos viver as fantasias que depois não podemos concretizar, por isso de todo o coração aceito ficar contigo para o resto dos meus dias…


Pronto… já podes baixar o pau.

publicado por gifted_children às 23:04
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 16 de Março de 2004 às 16:14
Realmente já fazia falta mais uma das crónicas :) eheh Mto bom mm. João
(http://turbilhao.blogs.sapo.pt)
(mailto:blinkin@portugalmail.pt)


De Anónimo a 16 de Março de 2004 às 16:04
:) vais casar! uau, parabens!! :) vais ver que com o casamento as coisas pioram... err quer dizer, melhoram :P beijo!Ana
(http://cumplicidades.blogs.sapo.pt/)
(mailto:anasantos_@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Março de 2004 às 02:16
Que bom ver que ja estas recuperado... belo passeio esse!!! O amor assim é contagiante!!! Bem, a parte do Millenium BCP é fantastica (aquilo é mesmo atraente! ehehe!)rafapaim
</a>
(mailto:filosofiabarata@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Março de 2004 às 23:36
Como é que eu posso casar contigo se vais casar com a tua namorada??
Adorei o teu blog....fartei-me de rirgirs
(http://www.mesmochato.blogs.sapo.pt)
(mailto:girs@sapo.pt)


Comentar post